Foto: Maria Cláudia Bonutti/TV Globo

 

Muito foi especulado sobre o lockdown em Belo Horizonte e quanto a possibilidade de toque de recolher na cidade. O toque de recolher não vai exisitr, mas novas medidas restritivas serão adotadas em Belo Horizonte a partir deste sábado (13) como forma de conter o avanço da Covid-19 no município.

Passam a ser proibidas caminhadas/corridas esportivas nas pistas, enquanto praças e parques deverão permanecer fechados. A mesma regra vale para a Orla da Pampulha. Já na segunda-feira (15), bares e restaurantes, assim como qualquer outro estabelecimento não autorizado a funcionar, só poderão atender via delivery, drive thru e a portas fechadas – passa a ser proibida a retirada no local.

Lojas de conveniência em postos de gasolina só poderão funcionar de segunda a sexta-feira até as 18h. Missas, cultos e demais celebrações religiosas presenciais ficam vedadas. Os espaços religiosos, como igrejas e terreiros, podem permanecer abertos, mas sem aglomerações.

Veja quais são as novas restrições em Belo Horizonte
A partir deste sábado (13)
– Fechamento das praças e pistas de corrida/caminhada, incluindo a Orla da Pampulha.
– Aglomerações estão proibidas.

A partir de segunda-feira (15)
– Comércio varejista da construção civil (comércio varejista de material de construção, tintas, solventes e materiais para pintura; material elétrico e hidráulico, vidros e ferragens; madeireira).
– Escolas de música, arte e cultura; escolas de idiomas; cursos diversos e centro de treinamento; centro de formação de condutores e cursos preparatórios. Atividades administrativas no local, bem como a realização de aulas on-line seguem autorizadas.
– Bares, restaurantes e demais estabelecimentos comerciais não autorizados a receber clientes nas lojas só podem fazer delivery e funcionar com portas fechadas – proibida a retirada de produtos no local.
– Loja de conveniência só poderá funcionar de segunda a sexta-feira, entre 7h e 18h, sem consumo no local.
– Carros de lanches estão proibidos de funcionar.
– Atividades coletivas em espaços religiosos (missas, cultos) devem ser suspensas. Os espaços podem permanecer abertos.
– O atendimento presencial ao público na Central de Relacionamento BH Resolve também será interrompido. Os cidadãos deverão acessar o portal de serviços da Prefeitura ou utilizar o aplicativo PBH APP (70 serviços disponíveis) para solicitar suas demandas ou para obter orientações sobre as alternativas criadas pela Prefeitura, nesse momento.

Futuro
Nos próximos dias, técnicos da Prefeitura ainda irão fazer um estudo sobre o funcionamento do setor de serviços da capital – o que poderia explicar o grande número de pessoas que trabalham em prédios comerciais nas ruas e no transporte coletivo. A ideia é verificar quais tipos de serviços estão sendo oferecidos nas salas comerciais e manter em funcionamento presencial apenas aqueles considerados essenciais, tais como consultórios médicos e de dentista.  A Prefeitura solicita ainda aos empresários e gestores que priorizem, quando possível, a atuação remota de seus funcionários, em especial para atividades de escritório. Estudo para suspensão das atividades e serviços que podem ser feitos home office será anunciado em breve.

Alexandre Kalil ainda anunciou que já iniciou as conversas para a compra de 4 milhões de doses da vacina Sputnik V – produzida na Rússia. A estimativa é que o imunizante custe aos cofres públicos em torno de R$ 200 milhões, dinheiro já assegurado no orçamento do município. De acordo com o prefeito, a Prefeitura já está atuando nos entraves burocráticos para agilizar a aquisição das vacinas.