Foto: Ícaro Ambrósio

 

Aracaju é uma dessas cidades que se desperta no visitante a sensação de ter encontrado um local para morar. Cercada entre os rios Sergipe e  Vaza-Barris, a capital do estado de Sergipe, é acolhedora, de uma gastronomia típica e ponto de acesso para rotas turísticas famosas no sertão.

Dentro de Aracaju, destaque para a Orla de Atalaia. São cinco quilômetros de praia, repleta de bares e restaurantes deliciosos e cheia de empresas de turismo que oferecem esportes radicais como parapente, além de centenas de quadras para jogar um futevôlei ou vôlei de praia. Essa praia é tão grande que facilmente você pode fugir de alguém que não deseja encontrar sem que esse alguém te veja e, assim, você passaria um dia todo curtindo sol e mar.

Aracaju é ainda a saída para lugares incríveis que são quase que essenciais para quem viaja até Sergipe. A começar pela rota do cangaço, onde é possível ver a casa na qual Lampião e Maria Bonita foram capturados. Além disto, serve de acesso para lugares incríveis como o Mangue Seco, Praia do Saco, Pacatuba e Pirambu.

O diferencial de Aracaju, porém, está justamente em proporcionar mais do que praia, e por isso pode ser visitada o ano inteiro. Sem falar que nesta cidade encontramos um polo forrozeiro e de festas juninas com eventos formidáveis como o Arraiá do Povo e o Forró Caju. É de lá também a principal saúda para os passeios do Rio São Francisco.

A 213 quilômetros de Aracaju, a cidade de Canindé de São Francisco, atravessa o agreste de Sergipe, e dá largada para um passeio cinematográfico pelo Velho Chico. Rumo ao Cânion do Xingó, a bordo de um catamarã, a navegação é entre as belíssimas e gigantescas muralhas que formam o 5º Maior Cânion navegável do mundo até chegar a Gruta do Talhado. Esse passeio é cheio de surpresas. Veja abaixo: