Foto: Divulgação/ Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh

 

Cerca de 89 mil mineiros já deveriam ter tomado a segunda dose da vacina contra a covid-19, conforme dados do Ministério da Saúde. O prazo para receber a segunda aplicação do imunizante deve ser informado no cartão de vacinação no dia do recebimento da primeira dose, de acordo com orientação da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG).

A diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da SES, Janaina Fonseca, explica que todos os estudos referentes à eficácia das vacinas AstraZeneca e Coronavac, as duas aplicadas no estado, levam em conta as duas doses do imunizante e, portanto, não é comprovada a eficácia com apenas uma única dose.

“Essas informações estão, inclusive, na bula dos medicamentos. Se a pessoa esqueceu ou atrasou, não existe um prazo máximo para considerar que perdeu a primeira dose, mas tem que buscar o mais rápido possível a unidade de Saúde mais próxima para colocar essa dose em dia”, orienta.

É responsabilidade dos municípios orientar os profissionais encarregados da vacinação sobre a necessidade de escrever no cartão de vacina o prazo para recebimento da segunda aplicação. Cada cidadão deve comparecer na mesma unidade de Saúde no prazo estabelecido, para receber a imunização completa. Em caso de dúvida sobre o prazo, é recomendado procurar a unidade básica de Saúde mais próxima ou o local onde foi aplicada a primeira dose da vacina.

Vacinas
As vacinas contra a covid-19 estimulam as defesas naturais e fazem com que o corpo produza sua própria proteção (anticorpos) contra o vírus causador da doença, o SARS-CoV-2. Isso ajudará a proteger contra a covid-19 no futuro. Conforme a bula dos medicamentos, nenhum dos ingredientes das vacinas pode causar a covid-19.