metroA Câmara municipal aprovou um projeto que permite a implantação de um vagão exclusive para mulheres no metrô de Belo Horizonte. O texto foi encaminhado para o Prefeito Márcio Lacerda que tem poder de vetar ou não.

Caso o projeto seja aprovado, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), empresa responsável pela administração do metrô, terá 30 dias para a implantação do “vagão rosa”. Nos demais o uso será misto.

A justificativa, segundo o poder legislativo, são os constantes constrangimentos que as mulheres passam nos horários de pica. Segundo o Vereador Léo Burguês, parlamentar responsável, o projeto “abre uma possibilidade de estas mulheres não se sentirem assediadas ou passarem por outros constrangimentos que elas vivem nos vagões mistos. Aquelas que se sentirem segregadas podem utilizar o vagão comum”.

%d blogueiros gostam disto: