Esperança mineira nas pistas de automobilismo. / Créditos: Facebook

Esperança mineira nas pistas de automobilismo. / Créditos: Facebook

Com apenas 18 anos, o belo-horizontino Sérgio Sette Câmara se tornou o mais recente piloto brasileiro a participar da mais importante categoria do automobilismo mundial, a F-1. Há menos de uma semana, o jovem fez parte de um treino oficial a convite da equipe italiana Scuderia Toro Rosso, uma parente da Red Bull Racing.

A corrida aconteceu no tradicional autódromo de Silverstone, na Inglaterra. O cronograma da apresentação foi seguido sem problemas. O carro iniciou o dia as 09h, utilizando uma configuração conservadora, passando por ajustes nos pneus ao longo do dia. No total foram 82 voltas pela pista e 460 km percorridos.

Em entrevista para a imprensa internacional, Sérgio confessa que ainda não caiu a ficha e que a tensão e o nervosismo fazem parte da vida de um piloto. O mineirinho teve algumas dificuldades devido a potência do carro, que é de 900 cv, e assumiu pequenos erros durante o trajeto.

Sobre a carreira, Sérgio diz que está tentando acelerar o processo de aprendizagem para andar melhor e conta que não agradar quando bate o carro. “O melhor momento foi quando botaram o pneu novo, consegui sair e peguei uma volta rápida. Eu senti o que o carro faz e foi muito legal”, avaliou ele.

Nervosismo também faz parte da primeira vez. “Vendo 30 pessoas trabalhando em volta do carro, você percebe o que está prestes a fazer e cai a ficha”, comenta o garoto ao perceber que não o quão profissional ele já se tornou.

Após conquista, Sérgio vai as redes sociais para comemorar e agradecer.

Após conquista, Sérgio vai as redes sociais para comemorar e agradecer.

Apesar deste início na F-1, nosso conterrâneo já tem histórico no automobilismo. No ano passado ele participou da F-3 e do campeonato Europeu. Em 2016, ele teve seu lugar no pódio em Pau, na França, bateu o recorde do circuito de Red Bull Ring, na Áustria e, no último dia 26 voltou ao pódio do campeonato com a terceira posição em Norisring, na Alemanha.

Quem assiste Sérgio não pode deixar de notar o seu sorriso inocente de um garoto sonhador. Seu espírito juvenil, sua força de vontade e o empenho para crescer também não passam despercebidos. O Contorno de BH parabeniza este querido rapaz e torce para que surja um novo Ayrton Senna, porém mineiro.

%d blogueiros gostam disto: