Mesmo com a alta dos alimentos nestes últimos meses, o setor supermercadista mineiro encerrou o primeiro semestre de 2016 com motivos para comemorar. O segmento apresentou um crescimento de 2,97% nas vendas em relação ao mesmo período de tempo em 2015, segundo dados da Associação Mineira de Supermercados (AMIS).

Créditos: Ana Lívia do Nascimento

Créditos: Ana Lívia do Nascimento

Uma pesquisa realizada pela Instituição ainda revelou que junho foi o pior mês do semestre. Se compararmos junho de 2016 com junho de 2015 compreenderemos um crescimento de 1,93%, mas se a comparação for com maio de 2016, o resultado tem um déficit de 1,46%.

Na avaliação dos supermercadistas pesquisados, a queda nas vendas em junho sobre maio está ligada ao desempenho da economia do País, com alto índice de desemprego e a baixa confiança do consumidor. É importante ressaltar que o calendário também influencio neste resultado.  Junho encerra com 30 dias no tal, enquanto maio é composto por 31 dias. Além disso, o quinto mês do ano teve 5 finais de semana, enquanto o subsequente apenas quatro.

 

Alta dos alimentos

Foram vários os produtos que tiveram amento ao longo de 2016.  O alho e acebola tiveram aumento de cerca de 30%. O leite e seus derivados subiram entorno de 10%. A carne subiu 8%. A soja chegou a alcançar 9%. Algumas frutas e legumes tiveram surpreendentes 62% de aumento. O café também foi vitima, cerca 12%. Nem o principal prato do brasileiro ficou de fora dessa, o arroz teve aumento de 13%, enquanto o feijão de 33%.

%d blogueiros gostam disto: