Uma pesquisa realizada pelo Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) constatou que o garrafão de 20 litros de água mineral pode ter variação de preço de até 82% de acordo com o estabelecimento. Foram 92 revendedores apurados entre os dias 21 e 22 de julho, em Belo Horizonte.

Para consultar a pesquisa completa é só acessar o site da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. (Foto: Ana Lívia do Nascimento).

Para consultar a pesquisa completa é só acessar o site da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. (Foto: Ana Lívia do Nascimento).

Foram três tipos de produto avaliados. O primeiro foi quando o consumidor compra apenas água, com a troca de vasilhame. Neste caso os preços variam entre R$ 11,00 e R$18,25, sendo o mais barato na região Centro-sul e o mais caro na região da Pampulha.

O segundo tipo foi o do garrafão completo, que teve preços entre R$ 24,00, na região Oeste, e R$ 40,00, nas regiões Leste e Nordeste. Para o garrafão fosco completo, o valor fica entre R$ 21,90, na Pampulha, e R$ 40,00, na região Centro-sul; Oeste; Leste e Nordeste.

A pesquisa também apontou que o preço da água sem garrafão teve aumento de 3% entre junho e julho. O Procon ainda alerta sobre a validade do vasilhame. Já no caso de trocar o garrafão, o revendedor tem a obrigação de aceitá-lo, mesmo que já esteja vencido. É o que determinam as portarias 378/2008 e 356/2009 do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

 

%d blogueiros gostam disto: