Solidariedade é um dos princípios que o Coleguium Rede de Ensino busca ensinar para os seus alunos. Por isso, o colégio mantém, há cinco anos, a ação Páscoa Solidária, que mobiliza os estudantes em prol de alguma causa social. Neste ano, a iniciativa atingiu excelentes resultados e arrecadou cerca de 2 mil pacotes de fraldas, um total de 13.479 fraldas descartáveis, entre infantis e geriátricas. Os donativos recolhidos pelas 11 unidades localizadas em Belo Horizonte foram entregues, no dia 8 de maio, para o Lar Teresa de Jesus.

A instituição filantrópica, sem fins lucrativos, é voltada para o acolhimento de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica do interior de Minas Gerais, que se deslocam para tratamento de câncer e doenças crônicas na rede pública de Belo Horizonte. “A quantidade de doações nos surpreendeu. As mães que receberam as fraldas ficaram muito satisfeitas e encantadas”, conta a assistente social da instituição, Flávia Braga.

Além do Lar Teresa de Jesus, em BH, os alunos das demais unidades do Coleguium arrecadaram produtos de limpeza e de higiene, que serão doados para instituições locais. As outras entidades beneficiadas são o Lar dos Idosos Sagrado Coração de Jesus da Sociedade São Vicente de Paulo (Lagoa Santa), a Apae – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Sete Lagoas) e a Campanha Elisa Costa (Conceição do Mato Dentro).

Segundo a diretora geral do Coleguium, Daniele Passagli, os resultados da “Páscoa Solidária” confirmam que os esforços do colégio em buscar uma formação mais humana estão no caminho certo. “Muito além de uma formação acadêmica, nosso propósito é formar para a vida. Um cidadão consciente, responsável pelas suas atitudes e preocupado com o seu próximo pode transformar o mundo onde vivemos. Por isso, continuaremos empenhados em mostrá-los a importância da cidadania e da cooperação na sociedade”, declara.

A representante do Lar Teresa de Jesus concorda com Daniele e reforça a importância da ação para a formação dos estudantes. “Nós ficamos supersatisfeitos tanto pela doação quanto pela atitude de incluir essa iniciativa no calendário. É uma ótima forma de mostrar aos alunos que existe um mundo fora do nosso e de plantar a semente do amor nos corações”, afirma Flávia Braga.

 

%d blogueiros gostam disto: