Você está aqui
Início > BANCO DE IDEIAS > Dia Nacional da Luta contra o Reumatismo: doenças atingem milhões de brasileiros de todas as idades

Dia Nacional da Luta contra o Reumatismo: doenças atingem milhões de brasileiros de todas as idades

Foto: iStock.
Foto: iStock.

Segundo estimativas do Ministério da Saúde, mais de 12 milhões de brasileiros sofrem atualmente de doenças reumáticas. Ainda que sejam mais comuns entre pessoas idosas, os sintomas das doenças podem atingir pessoas de todas as idades. Por isso, para incentivar a prevenção e o tratamento das enfermidades, 30 de outubro foi definido como o Dia Nacional da Luta contra o Reumatismo.

O termo “reumatismo”, utilizado popularmente, engloba mais de 200 tipos de doenças. Entre elas, as mais comuns são osteoartrite – também conhecida como artrose – fibromialgia, osteoporose, gota, tendinites e bursites. A dor nas articulações é um dos principais sintomas das doenças, que também podem vir acompanhadas por inchaço, calor e vermelhidão nas “juntas”. A dificuldade de realizar atividades rotineiras, como pentear os cabelos e escovar os dentes, é um dos principais sinais de alerta das doenças, que também podem acometer órgãos como pele, rins, pulmão e coração.

Embora seja mais comum entre idosos, as doenças reumáticas podem atingir pessoas de todas as idades. Por isso, segundo a médica especialista do Hospital Lifecenter, Dra. Adriana Kakehasi, todo paciente com queixa de dores nas articulações deve procurar um reumatologista. “Muitas vezes os pacientes sentem dores e não procuram o médico. A doença pode progredir cada vez mais e comprometer as articulações e outros órgãos”.

Prevenção
A causa das doenças reumáticas é desconhecida, mas sabe-se que alterações no sistema imunológico, adoção de hábitos negativos como o fumo e a má alimentação, e fatores hereditários são agravantes. Manter o acompanhamento médico e redobrar os cuidados caso haja histórico familiar, portanto, são medidas fundamentais de prevenção.

Além disso, manter uma alimentação saudável e balanceada, ingerir líquidos e fazer exercícios físicos com frequência são práticas que contribuem para diminuir os riscos de se desenvolver as doenças. Evitar alimentos enlatados e industrializados também pode colaborar.

Tratamento
Há diversas opções de tratamento para doenças reumáticas. A indicação do procedimento adequado deve ser realizada pelo médico reumatologista, que analisa individualmente cada caso. Dentre as alternativas estão a prescrição de medicamentos e o encaminhamento para terapias multidisciplinares que amenizem a dor. “Quanto mais cedo o diagnóstico, melhor resposta o paciente vai ter ao tratamento”, explica Dra. Kakehasi.

A importância do diagnóstico precoce
Quando diagnosticado no início e tratado adequadamente, o paciente pode viver sem dores e minimizar o risco de incapacidade física. Caso não sejam tratadas no período correto, contudo, as dores podem aumentar de intensidade e de abrangência, envolvendo outros órgãos.

O diagnóstico precoce, portanto, é fundamental para evitar prejuízos ao bem-estar e à qualidade de vida dos pacientes. “Cuidar da saúde é essencial para garantir movimentos básicos no dia a dia sem dor, principalmente se a pessoa for socialmente ativa”, afirma a Dra. Kakehasi.

 

Ícaro Ambrósio
Vou vivendo como sou e vou sendo como posso: jornalista e diretor do site O Contorno de BH.

Deixe uma resposta

Top