Foto: reprodução/Twitter

 

Pelo oitavo dia consecutivo, Belo Horizonte promoveu um panelaço para mostrar a insatisfação da população quanto a conduta do presidente Jair Bolsonaro, em especial sobre seu posicionamento em relação ao isolamento sugerido pelo Ministério da Saúde para conter a pandemia do novo coronavírus. Gritos de “fora Bolsonaro” foram ouvidos por toda a cidade por volta de 20h30 de ontem (25/03).

Além da população, o poder legislativo da capital mineira também se colocou na antemão das falácias do presidente. Isso porque, logo após um pronunciamento de Bolsonaro em rede nacional dizendo que “nossa vida tem que continuar” e que “o sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade”, o prefeito Alexandre Kalil rebateu em sua conta do Twitter.

“Quem orienta é o Ministro da Saúde. Esqueçam os cretinos na internet. Vamos seguir o Ministério da Saúde”, escreveu o prefeito. Mesmo sem dirigir a palavra diretamente ao presidente, Kalil acaba contrariando o posicionamento presidencial. “Pelo amor de Deus. Ficar em casa”, clamou em seguida.

Veja o tweet de Kalil:

%d blogueiros gostam disto: