Foto: divulgação

 

Com a explosão de casos de Covid-19 em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) anunciou que medidas mais intensas para o enfrentamento da doença podem ser tomadas, ente elas a possibilidade de um lockdown. Também anunciou que não avançará com as medidas de reabertura do comércio.

“A população que não é consciente, que não sabe o que é morrer sem ar, tem que saber que ela pode morrer sem ar por falta de respiradores ou de médicos. Temos um excelente sistema de saúde, todos sabem disso. Estamos numa luta tremenda e vamos continuar lutando. Não tem nada vencido. O quadro vai piorar e pode subir. Nós nem cogitamos abertura nesta semana. Não temos a menor possibilidade de nenhuma abertura”, afirmou Kalil em entrevista à Rádio Band News.

Enquanto isso, o número de pacientes da doença disparam na capital. Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), já são 4668 casos confirmados e 104 óbitos registrados. BH é a cidade com o pior cenário de todo o Estado.

Mais profissionais para o enfrentamento
Para o combate ao novo coronavírus, Kalil confirmou que contratou 14 mil profissionais de saúde, 825 durante a pandemia. Ele também destacou que as 14 barreiras sanitárias instaladas na capital foram capazes de detectar mais de 5 mil pessoas infectadas.

%d blogueiros gostam disto: