Perspectiva do Museu Maria Regina Mundi (Foto: Arquidiocese/ Divulgação).

Perspectiva do Museu Maria Regina Mundi (Foto: Arquidiocese/ Divulgação).

Durante sua última passagem pelo Brasil, o Papa Francisco prometeu voltar ao país em 2017. Por coincidência, é em 2017 que as obras do Museu Maria Regina Mundi (Maria, Rainha do Mundo, em latim) ficarão prontas. Devido a promessa, a Arquidiocese de Belo Horizonte acredita na possibilidade do líder religioso inaugurar o museu, que será construído em Caeté, região Metropolitana da capital.

“Em sua última visita, o papa Francisco disse que voltaria no ano que vem para a celebração de 300 anos da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Em janeiro de 2015 tive a graça de uma audiência particular com o papa, para tratar vários assuntos, e fiz a ele o convite para vir à Minas, especialmente ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade. Isso porque no ano que vem celebramos 250 anos peregrinando na fé: o povo subindo os 1.746 metros de altitude para rezar na Ermida da nossa padroeira”, explicou Dom Walmor, Arcebispo de Belo Horizonte, em entrevista para um jornal da cidade. “Para isso, tenho um convite especial para cada um dos mineiros: vamos sonhar juntos e rezar para que possamos receber esta graça”, acrescentou.

 

O Museu Maria Regina Mundi

Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Minas desde 1958, ganhará um espaço em sua homenagem, na Serra da Piedade, em Caeté, região Metropolitana de Belo Horizonte. Serão cerca de 1 mil obras da santa que ficarão expostas aos frequentadores e devotos. O espaço ocupará uma área de 1,5 mil m² e terá arquitetura incrivelmente moderna. O museu será subterrâneo e terá uma rampa de entrada destacada por uma aureola luminosa.

A equipe do Contorno de BH (https://www.facebook.com/ocontornodebh) já está ansiosa para a inauguração do projeto.

Perspectiva do Museu Maria Regina Mundi durante a noite. (Foto: Arquidiocese/ Divulgação).

Perspectiva do Museu Maria Regina Mundi durante a noite. (Foto: Arquidiocese/ Divulgação).