Atualmente, o custo da cesta básica, em Belo Horizonte, está na média de R$ 421,00, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Fundação Ipead/UFMG). O valor chega próximo a metade do salário mínimo do brasileiro, que é de R$ 880,00.

Créditos: Ana Lívia do Nascimento

Créditos: Ana Lívia do Nascimento

Outra má notícia é que o valor dos alimentos básicos subiram cerca de 10%, em 2016. “Em julho do ano passado, a cesta básica custava R$ 354,22. Em um ano, aumentou 20,6%. O salário mínimo nunca sobe nessa proporção”, comenta a coordenadora de pesquisas da Fundação Ipead, Thaize Vieira Martins Moreira.

Outro ponto relevante da pesquisa é a afirmação de que cerca de 40% da população da capital, isso inclui jovens aprendizes; estagiários e desempregados; ganha menos que um salário mínimo por mês. Dessa forma, fica cada vez mais difícil a manutenção da dispensa para as famílias de baixa renda.

Em Belo Horizonte, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), inflação medida pela Fundação Ipead, ficou em 6,59% no acumulado do ano, e em 10,86% no acumulado de 12 meses. É válido ressaltar que a média da inflação no Brasil é de 9,09%.