Dos 11 candidatos a Prefeitura de Belo Horizonte, 09 ultrapassam R$ 1 milhão em bens. O destaque é para o candidato do PMDB, Rodrigo Pacheco, com R$ 23 milhões declarados. Valor que significa mais de 60% do total de toda a renda dos candidatos.

Atrás de Pacheco, quem aparece em segundo lugar é Délio Malheiros, com R$ 3 milhões. Alexandre Kalil, Ex-presidente do Clube Atlético Mineiro e candidato pelo PHS, é o terceiro mais rico com R$ 2,1 milhões. Eros Briondini, do PROS, João Leite, do PSDB, Luís Tibe, do PT do B e o Sargento Rodrigues do PDT, completam a lista dos milionários, com fortuna entre R$ 1 e R$ 2 milhões.

Abaixo dessa marca ficam Vanessa Portugal, do PSTU, Maria da Consolação, do PSOL, Marcel0 Álvaro Antônio, do PR, e Reginaldo Lopes, do PT. Todos esses declararam menos que R$ 1 milhão. Somada toda a fortuna dos candidatos, o resultado alcança cerca de R$ 36 milhões. Já a fortuna dos 11 candidatos a Vice-prefeito, a fortuna é de pouco mais de R$ 6 milhões.