O antes e depois de mais uma vítima do excesso de força usada por militares (foto: Reprodução/Facebook/Twitter/Jornalistas Livres).

O antes e depois de mais uma vítima do excesso de força usada por militares (foto: Reprodução/Facebook/Twitter/Jornalistas Livres).

“Oi pessoal estou saindo do hospital agora. Sofri uma lesão e perdi a visão do olho esquerdo mas estou bem. Obrigada pelas mensagens e apoio logo logo respondo todos!!!”, publicou Deborah Fabri, em seu facebook. Mineira de Governador Valadares, a jovem manifestava em um ato contra o governo de Michel Temer, em São Paulo, até que veio um militar e feriu seu olho.

O resultado foi a perda total da visão do olho direito da manifestante. Durante o manifesto, um estilhaço da bomba, usada para dispersar o movimento, atingiu o rosto da vítima. Deborah estaria usando um óculos que, ao ser atingido pelo fragmento, se quebrou e os cacos causaram o ferimento que acabou a cegando;

As informações vieram do site Jornalistas Livres que tem cobrido os desdobramentos das ações populares pós impeachment. Segundo o site, além de Deborah, diversos jornalistas sofreram com a violência policial. Dois fotógrafos foram agredidos e detidos por apenas estarem colocando seu posicionamento em pauta. Um deles teve a câmera completamente destruída pela polícia.