Marcas mineiras apostam na criatividade dos estandes como importante recurso para atrair a atenção dos visitantes durante a 19ª edição do Minas Trend, que vai acontecer de 4 a 7 de outubro, no Expominas. O investimento na arquitetura arrojada e que dialoga com o universo da coleção, sem deixar o produto para segundo plano, foi o caminho escolhido pela Kalandra, Arte Sacra e Cajo, segundo o arquiteto Alexandre Rousset, que projetou os estandes dessas grifes.

Para apresentar aos clientes e convidados as novidades do inverno 2017 da Kalandra, o espaço da marca vai reproduzir o clima intimista da cerimônia de casamento dos fotógrafos Leca Novo e Juliano Arantes, apostando em um ambiente decorado em preto e branco. “De frente para entrada, serão mostrados dois nichos especiais: um com arara de vestidos das madrinhas e das mães dos noivos, outro contendo painel de fotos com um editorial produzido exclusivamente para a ocasião e um aparador com doces da festa”, revela Rousset.

A ideia é apresentar a cor emblemática do casamento, o branco, presente nos nichos e piso, em contraste com o tom preto dos vestidos das madrinhas e da cortina transparente em voil que decora fachada e as paredes laterais do mostruário da coleção.  “O estande é uma tentativa de reviver a atmosfera do casamento, exaltando o universo de mulheres reais (tema da coleção), sem parecer literal ou clichê”, acrescenta o arquiteto.

Com projeto arquitetônico que destaca a suavidade do bege rosado no espaço onde vai receber os clientes, a Arte Sacra vai mostrar um ambiente clean e, ao mesmo tempo, organizado e confortável. A aposta é bem diferente de outras temporadas, quando a marca apostou em cores escuras e sóbrias na decoração do estande. Dessa vez, o elemento surpresa ficará bem na entrada, onde um bar espelhado será montado, criando impacto pelo reflexo das imagens.

Na concepção do estande da Cajo, a escolha do arquiteto foi o tom palha, para iluminar o ambiente e criar uma atmosfera sofisticada (foto: divulgação).

Na concepção do estande da Cajo, a escolha do arquiteto foi o tom palha, para iluminar o ambiente e criar uma atmosfera sofisticada (foto: divulgação).

“Está sendo um desafio a criação de um bar de espelhos. O material é frágil e estamos cercando de todas as formas as surpresas que as reflexões podem trazer ao visitante”, conta Rousset. A Arte Sacra também mantém a dobradinha de sucesso com a marca dinamarquesa Bo Concept, que está entre as primeiras do mundo em design de interiores. A loja irá mobiliar parte do estande, aliando design e moda para traduzir o lifestyle elegante da grife mineira. ​

A opção, segundo ele, permite revelar todas as linhas – casual, alfaiataria, coquetel e festa – que integram a coleção do inverno 2017.  Com paredes forradas em tecidos claros, contínuos e planos, Rousset quer apresentar a geometria e o colorido de estampas e prints da temporada que foram inspirados no trabalho do paisagista Roberto Burle Marx.