Alunos da Escola Estadual Governador Milton Campos, a famosa Estadual Central, na região Sul da capital, manifestam contra a reforma do Ensino Médio proposta pelo atual Presidente da República, Michel Temer. Cerca de 50 manifestantes ocuparam a principal unidade da escola com cartazes e faixas que pediam a não aprovação da proposta.

Manifestantes ocuparam escola em ato contra a medida provisória proposta por Temer (foto: reprodução/ facebook).

Manifestantes ocuparam escola em ato contra a medida provisória proposta por Temer (foto: reprodução/ facebook).

Entre as polêmicas da proposta de Temes, 05 tiveram grande destaque na mídia. A ampliação da carga horária de 800 para 1,4 mil  horas anuais, sendo assim a escola em tempo integral. A colocação de MPs. A flexibilização da grade curricular, fazendo com que os alunos possam escolher em quais matérias aprofundar seus conhecimentos. O acarretamento do aumento das mensalidades, em casos de escolas privadas. E, por fim, o de as escolas não serem obrigadas a oferecer as cinco ênfases previstas.

O Estadual Central é amais antiga escola pública de Minas Gerais. Fundada em 1854, em Ouro Preto, apenas em 1887 que o colégio foi transferido à Belo Horizonte. Em outros tempos, a escola foi referência para lutas e manifestações políticas, sociais e de cunho educativo. Por lá, 03 Presidentes da República concluíram o ensino médio.