Uma lei aprovada pela Câmara Municipal de Belo Horizonte proíbe os restaurantes e bares de servirem saleiros e sachês de sal nas mesas. Os estabelecimentos têm até  60 dias para adaptarem a nova exigência do mercado.

Quem quiser sal agora vai ter que pedir para os garçons. A iniciativa é para coibir o uso do sal, um tempero que, se usado em excesso, pode ser prejudicial para a saúde.

O descumprimento da lei implicará numa multa para o estabelecimento. Até o momento, a prefeitura não informou de quanto será o valor cobrado pela infração. Durante esse período de regularização, a PBH vai estudar um valor justo para os infratores.