A quarta edição do Festival Sarará vai além da música como entretenimento, traz uma reflexão sobre a (in)tolerância. E para dar voz ao movimento, um line-up com artistas que endossam essa ideia: Criolo convida Ney Matogrosso e Tulipa Ruiz; Liniker; MC Carol; Marechal e Gabriel O Pensador. O evento acontece no dia 19 de novembro, no Parque Municipal.

O Sarará será um festival do “sentir” e é idealizado pela Macaco Prego Cultura e Arte, em parceria com a Formiga Aceleradora de Ideias. “Acreditamos que a consciência de um sentimento que ressalta as diferenças, liberta o respeito à diversidade. É hora de sentir a energia ‘sarará’ para seguir em (r)evolução. Temos o desafio de construir um festival sem distinção e sem bandeiras. Uma experiência de união de sentidos entre público, produção e arte. Um exercício para a convivência e a harmonia, despertando para as maravilhas do diferente”, explica Carol de Amar, Diretora Artística do Festival.

A primeira ação aconteceu no dia 20 de outubro, no Zona Last, quando as pessoas eram convidadas a subir em um palanque e falar sobre o tema. “Temos intolerância à diferença, o que é um absurdo em nosso país. Toda iniciativa nessa direção é valida, porque todo mundo merece o melhor. Todo mundo”, comentou o entrevistado Marcelo Cordeiro.

No dia 29 de outubro, sábado, no Festival da Gentileza, na Praça da Liberdade, o público foi chamado a escrever em um papel qual intolerância gostaria de se livrar e jogar fora. O retorno foi tão positivo que a ação se repetiu nos dias 1 e 2 de novembro, na Casa Guaja e acontece também nos dias 3 e 4 de novembro, no Dub.

“O Sarará não é só um evento de música, queremos trazer essa questão da intolerância e fazer o público pensar. Ficamos muito satisfeitos com o retorno das primeiras intervenções, pois conversamos com as pessoas, elas refletiram sobre suas intolerâncias e como se livrar delas. Foi tão bacana que resolvemos repetir”, conta Augusto Nascimento, coordenador de comunicação do Festival.

No dia 19 de novembro, no Parque Municipal, as ações se multiplicarão. Shows com Criolo convidando Ney Matogrosso e Tulipa Ruiz; Liniker; MC Carol; Marechal e Gabriel O Pensador reafirmam a ideia do Sarará. O sarau da diversidade será aberto a poemas, a cabine da intolerância traz uma interação que faz refletir sobre o que esse sentimento causa nas pessoas. Atividades de artes cênicas e um espaço diversificado de alimentação complementam a programação.