Neste verão a tendência all black está em alta, trazendo o negro para ser usado em qualquer ocasião. No dia a dia ou em festas, o preto se adapta por ser uma cor versátil, que combina com diversos looks e pode favorecer tanto visuais casuais quanto os mais chiques. Assim como no mundo da moda, o universo da joalheria também tem seus altos e baixos. A prata e o ródio negro são exemplos de peças que estavam esquecidas nos últimos tempos, mas tem aparecido com cada vez mais frequência nas passarelas internacionais e nacionais e no street style, sendo a tendência em acessórios do momento.

Na coleção estão colares, brincos e pulseiras; como esta (foto: divulgação).

Na coleção estão colares, brincos e pulseiras; como esta (foto: divulgação).

O negro nas joias teve um grande impulso com Stephen Webster, designer inglês, que desenvolveu sua coleção com esse espírito dark. Progressivamente a indústria relojoeira passou a oferecer vários modelos metalizados com um banho na cor negra. Assim o negro passou a ser uma tendência de fundo que foi impregnando a joalheria.

Inspirada neste universo, a joalheria mineira Manoel Bernardes desenvolve a “Coleção Dark”, uma linha especial, utilizando gemas variadas, prata negra e ouro branco com banho de ródio negro. “A prata foi o elemento escolhido por permitir a construção de peças grandes e arrojadas a um custo relativamente pequeno. Além disso, a prata é um elemento pouco utilizado na joalheria e para que ele suscitasse interesse foi necessário que voltasse de uma maneira inusitada”, comenta Manoel Bernardes presidente da joalheria.

Outro exemplo de pulseira disponível (foto: divulgação).

Outro exemplo de pulseira disponível (foto: divulgação).

Além da prata, o oeuro também foi utilizado nesta coleção. “Nós desenvolvemos duas linhas diferentes. A primeira, com duas versões, utiliza apenas a prata negra com topázios brancos ou ela associada ao ouro rosa com diamantesbrown. A segunda é uma combinação de gemas clássicas como a esmeralda combinada ao ouro branco com um banho de ródio negro”, descreve Manoel.

A “Coleção Dark” é composta de anéis, brincos e gargantilhas. A linha de gemas e ouro negro é moderna e descolada, pois o negro cria uma nova impressão da joia, é para um uso cotidiano, pois o design é minimalista. Já a linha em prata negra é ao mesmo tempo hyper e atemporal. “Toda a coleção é composta por peças marcantes que revelam a personalidade da mulher. Sem dúvida são joias afirmativas e que demonstram um desejo de identidade e, é claro, um espírito jovem e ousado”, conclui Manoel.