Zélia retorna a Belo Horizonte aos 52 para apresentação única (foto: reprodução).

Aos 52 anos, Zélia retorna a Belo Horizonte para apresentação única (foto: reprodução).

Zélia Duncan a vem à BH para colocar em cena o espetáculo TOTATIANDO. Com direção de Regina Braga e patrocínio da Vivo, o projeto é uma declaração de amor à obra de Luiz Tatit e a São Paulo, cidade que sempre despertou a curiosidade e aguçou o desejo de Zélia Duncan ser artista.  O evento acontece no dia 10 de dezembro, no Teatro Bradesco, as 21h. O ingresso custa entre R$ 50 e R$ 80.

Ao invés de músicas feitas para teatro, é o teatro feito a partir da música. “Não é show. É a proposta de representar algumas das músicas de Tatit, onde eu e minha preciosa diretora, Regina Braga, enxergamos possíveis personagens”, explica Zélia. O espetáculo, que segue em turnê pelo Brasil, terá apresentação única em Belo Horizonte.

A ideia do tabalho é colocar uma lente de aumento no aspecto que pode ser mais teatral da obra de Luiz Tatit, obviamente por meio de suas canções, porém usando esse viés teatral, contando uma história e degustando cada canção como se fosse um esquete. Para cada canção, um personagem, com seus adereços e recursos próprios.

Para colocar em prática este grande projeto, onde o texto é a canção e a canção é o texto, Zélia precisava de alguém que entendesse perfeitamente a arte de atuar. Convidou então a atriz Regina Braga para a direção, que aceitou participar desse formato instigante de se fazer teatro. “Regina, além de conhecer profundamente seu ofício e desempenhá-lo com um amor e talento fundamentais, é extremamente musical e admiradora de Luiz Tatit com o entusiasmo que é preciso”, conta Zélia, que sugere: “Pensem que estão saindo de casa para um encontro surpreendente com um pedacinho dessa obra de infinitas belezas, lirismo, musicalidade, suave humor e muito do que há de humano em nós. Isso tudo junto é o habitat de Luiz Tatit”.

Relembre a canção Alma, de Zélia Duncan: