Minas Gerais está em alerta laranja por conta dos temporais dos últimos dias. Segundo boletim o último Boletim Estadual de Proteção e Defesa Civil, 107 municípios do Estado  decretaram situação de emergência por conta das chuvas. Acima do esperado, o volume de chuva está causando problemas e acabou fazendo com que 02 mil pessoas deixassem suas residências por estarem em áreas de risco.

Devido as chuvas, uma ponte caiu e isolou a cidade de Marilac, no Vale do Rio Doce (foto: reprodução/ Facebook)

Devido as chuvas, uma ponte caiu e isolou a cidade de Marilac, no Vale do Rio Doce (foto: reprodução/ Facebook)

O número de pessoas que deixaram as casas por causa de problemas com a chuva não para de subir em Minas Gerais. Os dados divulgados apontam que 2.158 tiveram problemas em imóveis. Sendo que 1.935 ficaram desalojadas e outras 223 pessoas foram desabrigadas.

Os danos também são registrados em construções. O número de casas danificadas já chega a 462. Outras 60 foram totalmente destruídas. Problemas atingiram pontes em diferentes cidades. Já são 24 danificadas e outras 18 destruídas. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) informou as chuvas provocaram a morte de quatro pessoas e uma segue desaparecida. O número de feridos já chega a 18.

Belo Horizonte
A capital mineira também vem sofrendo com os temporais. Balanço da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Belo Horizonte (Comdec-BH) registrou 521 atendimentos no mês passado, a maioria devido às chuvas. A Região Centro-Sul foi a que teve mais chamados, 76, seguida do Venda Nova, com 74 registros. As principais ocorrências, num total de 56, mais de 10% do total, foram relativas aos riscos de danos ou destruição de imóveis. A preocupação dos moradores também é evidente pelas 42 chamadas por trincas de modo geral, 40 por trincas relacionadas a infiltrações e 31 por trincas e rachaduras em muros.