Dezenas de lojas de Belo Horizonte irão conceder descontos no próximo dia 1º de junho em protesto pela alta carga tributária cobrada no Brasil. Neste dia, será possível comprar produtos de beleza, materiais de construção, calçados, roupas de cama e banho, além de gasolina e outros itens com deduções. O benefício final para o consumidor pode chegar a até 58%.

Uma prancha de cabelo que hoje é vendida por R$ 449 será repassada por R$ 328,22. O secador de R$ 587 cairá para R$ 389 e uma máscara capilar de R$ 52,90 será comercializada por R$ 21,96. Bicicletas, toalhas, colchas, tonners para impressoras e até pneus e sobremesa, com descontos de até 40%, também vão ser oferecidos.

A expectativa do presidente da (/BH) Jovem, Fernando Cardoso, é de que mais de 800 lojas participem da ação. Porém, segundo ele, muitos lojistas deixam para cadastrar na última semana. A dica, então, é que o consumidor confira os locais e produtos que vão dar descontos na véspera do Dia da Liberdade de Impostos (DLI).

“Os lojistas arcam com os descontos, por isso alguns deles fazem limitação dos produtos. Eles não têm ganho, mas participam como forma de protesto”, observou. “O ganho é tangível com relação a imagem e aumento no número e clientes, mas em questão de resultado, o comerciante diminui a margem de lucro”, explicou.