Pelo terceiro ano consecutivo o Cine Theatro Brasil Vallourec realiza a ‘Mostra’, seu projeto anual de maior fôlego, que tem como premissa afirmar Belo Horizonte no roteiro dos principais espetáculos de teatro e música em circulação no país. Para a edição 2018, a abertura estará sob a responsabilidade de Geraldo Azevedo. O pernambucano traz ao palco do Grande Theatro Unimed-BH – no dia 12 de abril, quinta-feira, às 21h – seu show Voz e Violão, uma experiência intimista que percorre grandes sucessos e músicas recentes do cantor e compositor.

Foto: Marcelo Ribeiro.

Foto: Marcelo Ribeiro.

“Gosto muito desse formato, pois tenho liberdade no repertório. Se toco uma canção romântica e vejo que o público curtiu, logo emendo outra. Mas se vejo que a plateia quer dançar, engato um forró que é para ver todo mundo balançar”, explica Geraldo Azevedo.

Acompanhando de seu virtuoso violão, Geraldo Azevedo passeia por cinco décadas de composições, apresentando desde sucessos do início de sua carreira, como “Táxi lunar”, “Bicho de Sete Cabeças” (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Renato Rocha) e “Caravana”, até canções do seu último álbum “Salve São Francisco”, incluindo também canções inéditas que estarão em seu próximo trabalho, previsto para ser gravado em 2018.

A mostra
Iniciativa do Cine Theatro Brasil Vallourec, a Mostra tem patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo fiscal de médicos cooperados e colaboradores, e da Vallourec, ambos via Lei Federal de Incentivo à Cultura. A Mostra Cine Brasil de Teatro e Música, edição 2018, já tem confirmadas montagens como Guardas do Taj, com Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi, O Pai, com Fúlvio Stefanini, e a fábula musical O Palhaço e a Bailarina, com Kiara Sasso e Lázaro Menezes. Além de primar pela qualidade artística dos espetáculos, a Mostra se destaca pela excelência técnica e acústica do teatro e pela experiência sempre marcante de visitar o prédio histórico em estilo Art Déco, com seus belos corredores, escadas e luminárias. Situado na Praça Sete, O Cine Theatro Brasil é um dos símbolos de Belo Horizonte e polo irradiador de cultura e lazer no centro da cidade. Na edição de 2017, a Mostra teve mais de 12 mil pessoas presentes em suas atividades. Foram oito montagens teatrais e três shows musicais, alguns deles com duas apresentações, totalizando 19 datas de espetáculos.