O número de ataques a instituições financeiras, como bancos e caixas eletrônicos caiu 51,2% no Estado ao comparar os primeiros quatro meses deste ano ao mesmo período do ano passado. Em números absolutos, de janeiro a abril foram registradas 19 ocorrências contra 39, em 2018. Na comparação ao mesmo período de 2017, a redução é de 73,2%, quando as ocorrências chegaram a 71.

A queda é resultado de várias ações que vêm sendo implementadas em Minas pelas forças de segurança. Por parte da Polícia Militar, militares de todo o Estado que atuam no policiamento operacional têm recebido treinamentos táticos com o objetivo de capacitá-los ao enfrentamento de ocorrências desta natureza. Entre as atividades, ministradas pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), os militares utilizam armamentos pesados (de alta energia) e participam de ações de cerco e bloqueio em áreas rurais e de primeira intervenção em incidentes com bombas e explosivos.

Além dos treinamentos, a PMMG desenvolve outras ações para reprimir os ataques às instituições financeiras. Nas rodovias mineiras, grupamentos do Comando de Policiamento Rodoviário (CPRV) apoiam as frações tornando mais rápida a aproximação e apoio às cidades mineiras. Já o serviço de Inteligência da instituição monitora e acompanha o tráfego de pessoas que não trazem relação com as cidades. O helicóptero Dauphin, com capacidade de transporte de grande equipe de militares, também está sendo usado pela PM em apoio às operações em terra, destaca-se a chegada rápida ao roubo a um estabelecimento bancário na cidade de Elói Mendes, ocorrido na última semana.

A partir de agora, este é o modelo de caixa eletrônico permitido (foto: reprodução/ google).

A partir de agora, este é o modelo de caixa eletrônico permitido (foto: reprodução/ google).