Duas pessoas morreram por conta da febre maculosa, doença transmitida pelo carrapato estrela – o mesmo aracnídeo que causou polêmica e também provou mortes em 2016, envolvendo as capivaras da Lagoa da Pampulha. Os óbitos foram registrados em Contagem, na região Metropolitana.

Imagem do carrapato estrela, o responsável pela febre maculosa  (foto: reprodução).

Imagem do carrapato estrela, o causador da febre maculosa (foto: reprodução).

A confirmação veio através da Secretaria Municipal de Saúde da cidade. Segundo as informações cedidas pelo órgão, as vítimas são da mesma família e moravam no bairro Nacional, que faz divisa com a Região da Pampulha, na capital.

Ainda de acordo com a Secretaria, ao todo, 13 pessoas, todas vizinhas, procuraram atendimento médico por causa da febre maculosa ou de suspeita da doença. Inclusive, outras duas mortes, também nos arredores, estão sendo investigadas e estão sob suspeita de febre maculosa.

Em Belo Horizonte, a Secretaria Municipal de Saúde emitiu um alerta, mas justifica que ainda não há confirmações no território da capital. “Os casos atendidos em Belo Horizonte são de residentes de outros municípios e a investigação desses casos é de responsabilidade do município de origem. Belo Horizonte recebeu os pacientes, está prestando toda assistência necessária e já divulgou um comunicado”, informaram por meio de nota.