Nos primeiros quatro meses de 2019, 5.204 idosos foram vítimas de algum tipo de crime em Belo Horizonte, sengundo dados revelados pela Secretaria de Estado e Segurança Pública (Sesp-MG). Resultado que equivaleu a dois atentados por hora.

Foto: reprodução/Google Imagens.

Foto: reprodução/Google Imagens.

Furto, estelionato, ameaça, roubo e agressão são os principais delitos registrados nos boletins de ocorrência da capital pela população que há passou dos60 anos. E entre as vítimas não estão apenas os moradores de Belo Horizonte, idosos que vem do interior para realizarem algum afazer (como consultas médicas) também acabam caindo nos golpes.

Estes ataques  são mais comuns na região hospitalar e no hipercentro. Pior ainda é a informação de que estes números só têm aumentando. Na comparação com o mesmos quatro meses do ano anterior, o crescimento é de 1,5%. Entre janeiro e abril de 2018, 5.154 casos foram registrados pela Polícia Militar .

 

 

%d blogueiros gostam disto: