Perigo nas férias. Motociclistas na estada (foto: Ana Lívia do Nascimento).

Perigo nas férias. Motociclistas na estada (foto: Ana Lívia do Nascimento).

Com o objetivo de proporcionar maior segurança aos motociclistas da capital, o Plenário aprovou nesta terça-feira (13/8), em 2º turno, a obrigatoriedade da instalação de antenas de proteção nesses veículos. O objetivo maior é  evitar ferimentos graves e mortes causadas pelo contato com linhas cortantes ao trafegar pelas vias públicas,

Assinado por Jorge Santos (PRB) e Carlos Henrique (PMN), o PL 631/18 obriga os motociclistas a possuírem antenas contra linhas com cerol. Conforme o texto, o dispositivo não poderá ser dobrável, devendo ser fixo ou retrátil.

Seu uso será cobrado pela fiscalização durante o tráfego dos veículos em vias públicas e o descumprimento da determinação sujeitará o infrator a multa. O prazo para instalação das antenas será de 120 dias. A proposta foi aprovada com 25 votos favoráveis, mas ainda pode ser vetada pelo prefeito Kalil.