Foto: Heloisa Bortz.

Foto: Heloisa Bortz.

Nos dias 22 e 23 de agosto, às 20h30, na Sala Minas Gerais, o jovem pianista brasileiro Lucas Thomazinho se apresenta com a Filarmônica de Minas Gerais em um dos mais desafiadores concertos do repertório pianístico, o Concerto para piano nº 2, de Bartók. Sob a regência do maestro convidado Henrik Schaefer, a Orquestra se aventura, pela primeira vez, na majestosa Quinta Sinfonia de Bruckner.

Aos nove anos de idade, Lucas Thomazinho ganhou seu primeiro concurso como pianista. Desde então, já foram mais de uma dezena de prêmios no Brasil, Portugal, Estados Unidos e Alemanha. Nascido em 1995, o jovem pianista é graduando em Música na Universidade de São Paulo – USP, onde é orientado pelo pianista Eduardo Monteiro.

Desde o início de seus estudos, foi bolsista na Fundação Magda Tagliaferro, tendo tido como professores Zilda Candida dos Santos, Armando Fava Filho e o mineiro Flavio Varani. Thomazinho já atuou como solista de diversas orquestras, como a espanhola Sinfônica da RTVE, a portuguesa Filarmonia das Beiras, a Sinfônica de Campinas e a Filarmônica de Minas Gerais. Como recitalista, já se apresentou na Sala São Paulo, Casa da Música (Portugal), Masp, Sala Cecília Meireles e outros. Em 2017 lançou seu primeiro álbum pelo selo KNS Classical.