Não bastasse todos os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus, a sociedade brasileira se vê diante de outro grave problema: o aumento da violência doméstica contra mulheres. Dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos apontam que, desde o início da adoção do isolamento social, os casos aumentaram em diversas regiões do Brasil. Diante deste cenário a Drogaria Araujo, atendendo ao chamado da ABRAFARMA – Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias, ANVISA, CNJ – Conselho Nacional de Justiça e AMB – Associação dos Magistrados do Brasil – adere à Campanha SINAL VERMELHO PARA A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER.

Idealizada pela AMB, a campanha tem por objetivo oferecer um canal de denúncia às vítimas impedidas de chamar a polícia em seus domicílios. A iniciativa permite que, ao se identificar em qualquer uma das lojas Araujo no estado, de forma silenciosa e eficaz, sejam tomadas as providências necessárias à sua proteção.

Fonte: Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos

O convênio assinado entre a ABRAFARMA e o Ministro Dias Toffoli, Presidente do Conselho Nacional de Justiça já está em vigor, e a campanha em larga escala promovida pela AMB e CNJ tem início em 10 de junho.  Vítimas de violência serão incentivadas a marcar um X na palma da mão, para sinalizar às equipes de loja – sem a necessidade de qualquer outra comunicação – que pretendem fazer a denúncia. Ao apresentar o sinal aos colaboradores da Drogaria Araujo, estes devem acionar a autoridade policial para início do procedimento e também, oferecer acolhimento à vítima até a chegada da polícia.

Os colaboradores não atuarão como testemunhas, e sim, como intermediários entre vítima e autoridade policial. As farmácias foram escolhidas por serem um serviço essencial e acessível neste momento de isolamento, uma vez que o ambiente doméstico desencoraja ou impede as mulheres a acionarem a polícia.

“Mulheres que convivem com seus agressores estão ainda mais suscetíveis neste momento de isolamento social. A Araujo cumpre seu papel social ao apoiar a campanha SINAL VERMELHO PARA A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, estando de portas abertas, algumas 24h, sempre perto de quem precisa. A campanha é um incentivo para que as agressões sejam denunciadas, medida essencial para a punição dos agressores e para a segurança da vítima. Temos a chance de ajudar a salvar vidas e preservar essas famílias.”, destaca Silvia Araujo Negrão de Lima, diretora administrativa da Drogaria Araujo.