Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG

 

Belo Horizonte começa a semana com duas notícias nada animadoras. A taxa de ocupação de leitos hospitalares dedicados a pacientes da Covid-19 beira a totalidade. Talvez esse fato seja um efeito rebote a diminuição do do número de pessoas que aderem o isolamento social.

Mesmo com o fechamento do comércio na capital, dados da Prefeitura de Belo Horizonte indicam que apenas 48,2% da população está mantendo a norma sugerida como preventiva à doença. Esse índice já chegou em 49,6%. Conforme recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o ideal é que a taxa de ao menos 50%.

Os dados da prefeitura ainda indicam que o domingo é o dia no qual mais pessoas ficam em casa, a taxa é de 56,1%. Enquanto isso, a sexta-feira tem o pior índice, com 47,9% de adesão apenas. No sábado, 51,4% dos moradores da capital praticam o isolamento social, na terça-feira 49,8%, na segunda-feira 48,8%, na quinta-feira 48,7% e na quarta-feira 48,2%.

Enquanto isso, os hospitais da capital estão ficando quase sem leitos. Apesar da prefeitura ter aberto 10 novos leitos na semana passada, 91% dos 345 leitos disponíveis estão ocupados por pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O hospital de campanha da Expominas segue sem funcionamento.