Foto: Leo Drumond/Nitro

 

Ao longo do mês de julho, o setor de aviação ganhará novo fôlego. No Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, o número de voos previstos é de 1.400, um crescimento de 75% em relação a junho, quando esse volume chegou a 800 voos. A movimentação de passageiros também tende a dar novo salto e chegar a mais de 100 mil neste mês. Em junho, esse número fechou em 67,5 mil passageiros circulando pelo terminal.

Antes da pandemia do novo coronavírus, cerca de 30 mil pessoas circulavam diariamente pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte e em torno de 300 voos eram operados por dia entre pousos e decolagens. A partir de abril, esses números tiveram queda e ocorriam cerca de 15 voos diários entre pousos e decolagens, e em torno de 1.000 passageiros circulavam diariamente pelo terminal.

Para Clayton Begido, gestor de Conectividade e Aviação da BH Airport, o aumento previsto para julho é mais um passo para a retomada. “Sabemos da apreensão das pessoas em relação à pandemia que estamos vivendo e queremos que os nossos passageiros confiem que voar é seguro, sobretudo no nosso aeroporto. A aviação segue como o meio de transporte mais higiênico, rápido e seguro que existe. Estamos tomando todas as medidas necessárias para combater e prevenir a doença”, destaca.

Ele ressalta que esse novo fôlego das operações demonstra a confiança das companhias aéreas no potencial do mercado de Minas Gerais. “Retomamos cinco destinos para o Aeroporto Internacional de BH em julho e temos a perspectiva de retomar outros seis em agosto”, estima.

Ao todo o aeroporto sairá de dez ligações atendidas em junho para 15 ligações em julho. Os destinos disponíveis serão: Brasília (DF), Cuiabá (MT), Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Montes Claros (MG), Santos Dumont (RJ), São Luiz (MA), Uberlândia (MG), Campinas (SP) e Vitoria (VIX). Além de Belém (PA), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Salvador (BA) e Galeão (RJ), que retornam em julho.