Foto: PBH


Após três meses do primeiro óbito confirmado pelo novo coronavírus, Belo Horizonte registra a primeira vida perdida de um profissional da saúde para a COVID-19. A vítima é Gerônimo Batista Pires, de 53 anos, e atuava como técnico de enfermagem na UPA do Barreiro, na linha de frente ao combate à doença na capital mineira.

Internado no Hospital Júlia Kubitschek há 3 semanas, Gerônimo foi diagnosticado com a doença após apresentar alguns dos sintomas graves e ficou hospitalizado desde então. O falecimento foi na madrugada do domingo (26/07). Pelos colegas de trabalho é lembrado como um profissional íntegro e divertido que alegrava, tanto os pacientes que careceram de atendimento na UPA, quanto os funcionários do local no qual prestava atendimento.

A suspeita é que Gerônimo tenha se infectado pelo novo coronavírus em dos seus plantões. De acordo com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindbel), a vítima ofereceu assistência a oito pacientes contaminados na UPA Barreiro em um só dia, enquanto a unidade só tinha dois respiradores disponíveis. O corpo será velado em Teófilo Otoni, sua cidade natal.