Foto: divulgação/Minas Arena

De BH para o mundo: no dia 29 de agosto, a partir das 16h, a edição digital do Festival Sarará vai reunir alguns dos principais artistas mineiros da atualidade em sua programação. O line up conta com shows de Fenda, Rosa Neon convida Kdu dos Anjos, Lagum, além de Coyote convida Iza Sabino, Hot e Oreia e Black Alien, o único músico de fora das montanhas de Minas.

A programação conta também com performances de dança da Lá da Favelinha, que serão realizadas no círculo central do gramado do Mineirão. O público ainda poderá se jogar em uma pista de música eletrônica da festa 101Ø, numa sala exclusiva do Zoom. A apresentação será especial: a artista Linn da Quebrada é quem vai comandar a cerimônia, que será transmitida do Mineirão para o Youtube do festival.

“O mundo sarará”. É com essa mensagem de esperança que o Festival Sarará convida o público para celebrar a música e a diversidade, mas desta vez, de forma digital. Com um formato criativo, não será uma simples live: o encontro online terá transmissão de shows e performances, festa de música eletrônica, ambientes para interações e outras surpresas.  Com a certeza de que, em breve, o mundo sarará, o festival parte pra ação ao realizar essa edição especial, espalhando arte e cultura e conectando as pessoas.

Desta forma, a excepcionalidade da edição 2020 fica marcada: de BH, o festival se conecta com o mundo inteiro, fazendo com que essa energia reverbere. “As edições do Festival Sarará sempre são marcadas por um senso de construção coletiva, já que o público é uma parte fundamental da experiência do festival. Dessa vez, mesmo sem aglomerações, não vai ser diferente: estamos preparando maneiras de fazer o público se conectar com a gente de formas diversas. Os encontros que a gente tanto ama vão acontecer. Dessa vez, eles vão acontecer de um jeito diferente. Mas contamos sobre isso logo mais!”, afirma Bell Magalhães, uma das idealizadoras do Sarará.

A edição digital do Sarará tem patrocínio da Devassa e da Natura Musical. “Ao apoiar festivais como o Sarará, buscamos alavancar o impacto positivo social e econômico da música brasileira. Para isso, entendemos que apoiar festivais regionais é decisivo para essa finalidade. Os eventos estimulam todo o ecossistema da música, graças ao seu potencial de formar público e criar pontes entre artistas e audiência”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding.

Sétima edição 
A sétima edição do Sarará também já está garantida no calendário: 28 de agosto de 2021. O local permanece o mesmo, a Esplanada do Mineirão. “A ficha demorou para cair. Mas é o momento de priorizar vidas; e o encontro físico precisará ficar para o ano que vem”, diz Bell. “Existia tanta expectativa para 2020, mas esse será o nosso impulso para fazer uma edição ainda mais catártica em 2021”, finaliza. Os ingressos já adquiridos para a edição deste ano seguem válidos para 2021. Também é possível garantir ingressos para a edição do ano que vem no site da Sympla.