Foto: André Paiva

 

Há pouco mais de um mês, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) disse que não enxergava possibilidade para que aconteça o carnaval de Belo Horizonte em 2021. Em especial os blocos de rua. Agora, essa opinião está um pouco mais otimista.

Em uma entrevista para a Rádio Itatiaia, o prefeito mostrou outra vez ser contra o evento caso não exista uma vacina disponível. Porém, se o medicamento for descoberto e a população estiver imunizada, o ponto de vista dele pode mudar.

“Eu não posso proibir ninguém de sair na rua e tocar um tambor, mas não terá o apoio da prefeitura. Há não ser que aconteça de uma vacina, todo mundo vacinado em Belo Horizonte, acabou, passou [a pandemia] e até março acabou a doença”, disse o prefeito à rádio.