Foto: reprodução/redes sociais

 

O Conselho Municipal de Saúde de BH (CMS-BH) registrou a morte de Bruno Henrique de Souza, técnico de enfermagem que tratava casos de Covid-19 em Belo Horizonte. Com a confirmação, chega a oito o número de profissionais de saúde na linha de frente a doença.

Bruno é o primeiro funcionário da rede privada de saúde que não resistiu ao novo coronavírus e perdeu a vida (os outros sete atuavam na rede pública). Ele trabalhava no Hospital Belo Horizonte, na Avenida Antônio Carlos, na altura do Bairro Cachoeirinha, Região Nordeste da cidade.

Aos 35 anos, Bruno deixou esposa, uma filha de 4 anos e um enteado de 14 anos. Antes de falecer, ele estava internado há 37 dias no Hospital Metropolitano Doutor Célio de Castro, no Barreiro, também em Belo Horizonte. Outros casos de óbitos de profissionais na linha de frente estão sendo investigados.