Foto: reprodução/blog/Favela, uma foto por dia

 

Questões e aspectos a serem abordados referem-se a situações, perspectivas e demandas surgidas no contexto da pandemia da Covid-19 estão sendo levantadas pela Câmara Municipal. Um deles é quanto a acessibilidade da população mais carente. Os vereadores de Belo Horizonte estão idealizando um projeto que pode levar internet gratuita às periferias da capital.

Considerando que o isolamento social adotado no município como medida de prevenção à propagação da pandemia do Covid-19 não permite que a população saia de casa e mantenha o convívio social, e que a internet atualmente é o principal meio que as pessoas dispõem para interagir umas com as outras e participar de atividades educativas e culturais, a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo promoverá audiência pública para discutir a possibilidade. A reunião será virtual e acontece no dia 27 de agosto, quinta-feira, para debater a democratização do acesso à internet pública nas vilas e periferias do Município.

O debate foi agendado para as 10h30, no Plenário Camil Caram. Para participar do encontro, são aguardados o presidente atual, o ex-presidente e o ex-diretor da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel); o presidente da Central Única das Favelas de Minas Gerais (CUFA); Fórum de Juventudes, produtores culturais, pedagogos e estudantes.