Foto: Denny Cesare/Código19

Na sexta-feira (4/9), completou um mês do início da flexibilização que permitiu a reabertura do comércio em Belo Horizonte. Na data, os três indicadores de monitoramento da Covid-19 estão estáveis, de acordo com boletins da prefeitura, mas, o número de casos e mortes ainda é alto

Ainda de acordo com o último boletim, o número de casos confirmados cresceu 57% e as mortes aumentaram 74% no período pós reabertura. Já o índice de ocupação de leitos específicos para os pacientes infectados pelo novo coronavírus está na faixa de 50,8%.

Quanto o número de transmissão por infectado, chamado  de RT, a taxa está em 0,98, o maior índice desde agosto quando o índice era de 0,89. Apesar desde dado, tal índice ainda segue baixo, uma vez que o considerado ideal para uma cidade como Belo Horizonte é de 1,0. Já o terceiro indicador, a quantidade de pacientes internados em quadros considerados grave, caiu de 358 para 238.

“A gente enxerga a epidemia por um conjunto de dados e faz o vetor da epidemia, que é o conjunto de informações e dados que acompanham sistema de análise. O vetor hoje é muito positivo. Ou seja, é um vetor que mostra que a epidemia está declinando”, comenta o infectologista Carlos Starling, que integra o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 em Belo Horizonte.