Padre Reginaldo Manzotti, conhecido nacionalmente como o padre que arrasta multidões, discursou hoje em suas redes sociais sobre a importância do dia da Consciência Negra, celebrado hoje 20 de novembro. No começo do vídeo o padre comenta sobre o ano de 2020 refletindo sobre o ano pesado e cheio difícil que todos estão vivendo, segundo o padre o preconceito é uma forma de discriminação e é baseado em crenças sem fundamentação, gerando conflitos e ódio na família, na sociedade, mesmo na Igreja.

Durante a sua reflexão o padre comenta que diariamente conversa com público de Norte a Sul do país, através do seu programa de rádio que é transmitido para mais de 1700 rádios simultaneamente e percebe que muitos problemas gerados dentro da família são por conta do preconceito. “Por ser um julgamento prévio e por crenças que vem de superstições e ignorância, pode ser vencido“, repete Manzotti.

Segundo o sacerdote ele acredita que uma das chaves de superação do preconceito é o conhecimento. Porque o conhecimento, estudo e elaboração faz o ser humano refletir e pensar de novo. Quando se refere ao racismo, ele diz:” no Brasil, o racismo afeta de forma direta a vida de milhares de pessoas e o racismo precisa ser superado no Brasil e no mundo”. 

Temos uma marca muito negativa, temos uma dívida muito grande com os índios e com os negros e agora num passado recente temos ainda os imigrantes e os refugiados“. O padre fala muito sobre intolerância que é fruto do individualismo e o imediatismo. Segundo o sacerdote, é necessário entender a diferença de individualidade e individualismo. Fala ainda do “efeito bolha” que as redes sociais causam na população, gerando conteúdo que apenas interessa ao indivíduo. “Cuidado com tudo o que vê na internet! Referindo-se ao extremismo e isolamento das pessoas nas redes sociais precisamos crescer, evoluir mais como um todo, não só como ser humano e não só referente ao dia da consciência negra, mas com tudo.” Finaliza.