Foto: PBH

 

Enquadrados como grupo de risco, os idosos de Belo Horizonte diagnosticados com Covid-19 terão uma ampliação no número de leitos destinada ao casos da doença. A cidade terá 210 novos espaços de UTI para pessoas acima de 60 anos que estejam infectadas pelo vírus.

A informação partiu do Conselho Municipal do Idoso (CMI), e trata-se de uma iniciativa em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde. No dia 18 de novembro, foi aprovado um plano que autoriza a destinação de R$ 7 milhões como verba para esse objetivo.

A prefeitura ainda não publicou sobre este plano, mas informou que a medida deve ser compartilhada no Diário Oficial do Município ainda em novembro. Atualmente a capital mineira contabiliza cerca de 370 mil idosos nessa faixa etária.