Foto: reprodução/site oficial.

 

Há menos de uma semana da prisão de homem por chamar um atendente da lanchonete Burguer King de “macaco” e “veado”, o ViaShopping, na região do Barreiro, tem um segundo caso de discriminação. Frequentadores do mall presenciaram um segurança destratando duas crianças.

Tudo começou quando o segurança, na praça de alimentação, dirigiu a dois meninos que estavam lanchando e os pediu para se retirarem. Com a recusa dos garotos, que ainda não haviam terminado o seu lanche, o segurança ameaçou chamar o juizado de menores para cuidar deles.

O caso foi assistido por frequentadores que saíram em contrapartida do segurança e deram apoio aos meninos pedindo para que os garotos pudessem terminar de comer o que eles compraram com o próprio dinheiro. Uma mulher que estava no local associou a atitude do segurança como um ato racista pelo fato dos meninos serem negros e se vestirem de forma humilde. No final, o segurança acabou permitindo que os meninos terminassem de comer.

Veja um vídeo que relata o caso:

Em nota, o ViaShopping diz repudiar “todo e qualquer tipo de discriminação sofrida em seus espaços”, mas não informou o que motivou o segurança a tentar remover os meninos e nem como procedeu em sequência ao caso. Não foi identificado um boletim de ocorrência.

Veja a nota do shopping na íntegra:

O ViaShopping Barreiro vem por meio desta repudiar todo e qualquer tipo de discriminação sofrida em seus espaços. Episódios pautados em segregação não representam os valores que sustentam o estabelecimento há quase duas décadas. Temos como premissa o acolhimento de todos; somos um ambiente plural, diverso e que propicia experiências positivas e, qualquer atitude que não corrobore com isso, será veementemente combatida.

Lutaremos para que todas as pessoas usufruam do ViaShopping Barreiro com dignidade e respeito.