Foto: reprodução

 

A prefeitura de Belo Horizonte mandou fechar oito bares, restaurantes e até mesmo um armazém, que estavam descumprindo os decretos municipais que indicam cuidados relativos à prevenção da circulação do novo coronavírus. Foram autuados apenas na noite de sexta-feira (27/11) e na madrugada deste sábado (28/11), estabelecimentos no Centro, na Savassi e na Pampulha, por fiscais de Controle Urbanístico e Ambiental da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH).

Na Savassi, foi autuada a Boate LAB, na Avenida do Contorno, 6.342. No Centro, uma lanchonete sem nome na Rua dos Tupis, 740, estava funcionando como bar, com mesas e cadeiras, sem que tivesse alvará para isso. Também no Centro, o bar e restaurante Dourado, na Rua dos Tupis, 767, estava com o funcionamento normal, com cerca de 50 pessoas que segure usavam máscaras. Na  Avenida Olegário Maciel, 579, o restaurante conhecido como Vagalume  estava sendo usado como casa de show sem o alvará para a atividade. Já na Pampulha, um bar na Avenida Portugal foi multado em R$17.614,17 por descumprimento da interdição.

Desde o início da pandemia foram realizadas 66.690 abordagens pelos fiscais Controle Urbanístico e Ambiental da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH), em estabelecimentos comerciais. Ainda foram realizadas 144 ações de interdições em estabelecimentos que insistiram em manter o funcionamento em desacordo com os decretos municipais. E 20 multas foram aplicadas por descumprimento de interdição.