Foto: InShot

 

Muito se fala que a vacina da Covid-19 está próxima e, de fato, pesquisadores do mundo todo voltam suas atenções para uma busca contra o tempo, a fim de estancar tantas mortes provocadas pelo novo Coronavírus. Porém, para chegar numa imunização que atenda à todos nos centros de saúde, os processos são demorados e muitas pessoas não conhecem este passo a passo.

A bióloga Fernanda Raggi, relata o quanto a vacinação em massa, seguindo devidamente os processos é de suma importância para a vida humana. ​ “Ao longo da história, inúmeros tipos de vírus afetaram fortemente a humanidade, sendo a maioria deles sem medicamentos que os eliminem, portanto, a vacinação é a melhor forma de prevenção, já que protege antes mesmo de sua ação no organismo” comenta.

Como é feita uma vacina?
De acordo com o Instituto Butantan, uma das maiores referências no assunto no país, a sequência que envolve a pesquisa e o desenvolvimento de uma vacina apresenta diferentes estágios, incluindo grandes investimentos e testes até a sua aprovação.

Primeiro estágio
Pesquisas iniciais e análise de possibilidades. Aqui é percebido qual é o agente responsável pela doença. Ainda, ocorre a utilização do vírus inativo e repartido para gerar antígenos (substância que dá origem à produção de anticorpos no organismo).

Segundo estágio
Início de testes in vitro e/ou in vivo. Análises e aplicações em animais.

Terceiro estágio:
Ensaios clínicos. O mais complexo e mais extenso. Esse estágio é dividido em três etapas: a primeira, início dos estudos realizados em seres humanos com a finalidade de apresentar a segurança da vacina; a segunda, que visa definir a sua capacidade de resposta imune; a terceira etapa que comprova a sua eficácia e, por fim, a última etapa que é a distribuição à população após registro sanitário.

Esses testes, realizados com voluntários, são detalhados nos seguintes passos:
1 – envolve pessoas saudáveis em um grupo menor (aqui são analisadas as respostas do
sistema imunitário).
2 – indivíduos que apresentam riscos são acrescentados a um grupo que concentra maior
número de pessoas (nesse momento, a eficácia da vacina é percebida).
3 – teste realizado em centenas de pessoas mesclando aqueles que apresentam riscos com
os que são sadios. (nesse passo, a eficácia é medida em situações naturais da existência
da doença).

Após a última etapa e após receber a aprovação dos órgãos regulatórios, ocorre a fabricação em maior escala e o início da distribuição à população. Mesmo depois de ser aprovada, a vacina permanece em constante avaliação e observação.