Foto: reprodução/WhatsApp

 

Entre as medidas para conter a população em casa neste momento de agravamento da pandemia em Belo Horizonte, está a tática de redução do horário e do número de ónibus do transporte coletivo da capital mineira. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que o horário de circulação dos trens é das 5h40 às 11h30 e das 15h30 às 21h30, diariamente. Todas as 19 estações estão abertas.

Certa ou não, a medida acabou acarretando um impacto negativo entre os passageiros que utilizam do serviço negativo. Isso porque usuários têm relatado uma maior lotação dos trens, em especial nos horários de pico que são momentos de maior tráfego de pessoas – entre 6h e 8h e entre 17h e 19h.

Em esclarecimento, a  CBTU contou que esta operação acontece com trens acoplados de oito carros, intercalados com composição de quatro. De segunda a sexta, o intervalo é de 14 minutos. Já aos fins de semana, são de 20 a 30 minutos. A empresa reforçou que permanece obrigatório o uso de máscara sobre o nariz e a boca em todas as estações e dependências do metrô, por tempo indeterminado.