Foto: Isaura Silva

 

A histórica cidade de Mariana, não é bonita apenas por suas obras barrocas, por suas igrejas, cultura e também pelo povo carismático e acolhedor. A natureza também caprichou quando passou por lá. A cidade, unida a Ouro Preto, esconde dezenas de roteiros turísticos ecológicos que encantam e fazem os viajantes suarem.

Um desses exemplos é a trilha do Sertãozinho – Serrinha, um trajeto de dificuldade média e que reserva uma experiência ecológica refrescante. Saindo da MG-129, um pouco antes da entrada da cidade, na direção do distrito de Passagem, o trajeto a pé chega a ser um track e passa por cachoeiras, montes e até rochedos.

É possível chegar ao destino por duas linhas, seja pela linha que vai em direção ao próprio distrito de Passagem, seja pelo ônibus intermunicipal com destino a Ouro Preto. É possível ainda fazer todo o trajeto a pé, por meio da pista de corrida paralela à estrada, saindo do centro histórico, mas nós decidimos tomar o ônibus para facilitar o caminho.

 

O caminho é confuso. É preciso ter atenção ou fazer com algum guia para não acabar ficando perdido. O caminho começa na Serrinha, a parte mais baixa. Ainda que baixa, essa parte é o início de uma montanha e é cercada por mirantes com vistas impressionantes. Difícil de não notar. Sem falar que pelo caminho existem vales maravilhosos, ótimos para fotos, e até nascentes d’água.

É um caminho diverso. Ele corta matas fechadas em trilhas estreitas, passa por rios, cachoeiras, e acaba no Sertãozinho, que é um cume espaçoso com piscinas naturais de água fria. Ainda nesta parte, observa-se um campo aberto, amplo e com rochedos que permitem uma visão em 360º de toda região de Ouro Preto.

Por alí, haviam sinais de fogueiras, o que causa a sensação do ambiente ser propício para camping. Afinal, o espaço disponível e as piscinas naturais contribuem muito para a atividade. Apesar de não ter vivido a experiência, deu uma vontade de acampar lá. Fica para a próxima!

Por ser uma trilha montanhosa não é recomendado que seja feita em dias chuvosos. Por isso, evite as épocas de chuva. Por ser muito exaustiva, a dica é usar roupas leves, que cobrem bem o corpo, e comidas pouco pesadas. Preocupem-se também com os olhos. É muito sol. Levem óculos, não se esqueçam do protetor solar e muito menos do repelente (para aqueles que têm problemas com insetos).

No final (ao menos é mais recomendado deixar para o final), um banho na cachoeira da Serrinha. Uma maravilha escondida entre as montanhas de Mariana. Só que, tomem cuidado! A trilha até lá é escondida e tem muitas derivações. É fácil de se perder. E se prepare para a água fria, porém revigorante.