Foto: Túlio Santos/EM/D.A Press

 

A Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) está investigando o desaparecimento de seis doses de vacinas contra a covid-19 que sumiram do estoque da Maternidade Odete Valadares, na Região Oeste de Belo Horizonte. A informação foi confirmada quinta-feira.

A própria direção da maternidade foi quem revelou à fundação sobre o possível extravio dos imunizantes, que teria ocorrido na última segunda-feira (25). Ainda não há informação se o responsável pelo possível roubo das vacinas foi identificado. Um boletim de ocorrência foi registrado e foi iniciada apuração de responsabilidades.

A maternidade Odete Valadares recebeu 983 doses do medicamento e já imunizou cerca de 700 profissionais. O processo de vacinação da Instituição começou em 20 de janeiro. Após o desaprecimento, a Fhemig confirmou que está constituindo uma nova comissão de vacinação na unidade para dar continuidade ao plano de vacinação dos trabalhadores, com toda a transparência e integridade necessárias.

Denúcias
Denúncias relacionadas ao processo de vacinação, como o descumprimento da ordem prioritária de imunização, podem ser feitas pelo Canal Coronavírus, da Ouvidoria-Geral do Estado. Até o momen