Foto: Adão de Souza

Está oficialmente lançada a campanha nacional de vacinação contra a gripe em 2021. Com início em 12 de abril e término previsto para o dia 9 de julho, a expectativa é imunizar 80 milhões de brasileiros de diferentes grupos prioritários, através do SUS, por ordem prioritára. O medicamento pode ser encontrado também na rede particular, sem ordem de prioridade.

Neste ano, a campanha de vacinação contra a gripe acontece paralelo a imunização da  contra a Covid-19. De acordo com o Ministério da Saúde, “considerando a ausência de estudos sobre a coadministração das vacinas, o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas doses simultaneamente. A orientação, neste momento, é priorizar a imunização contra o Covid-19”.

Para esclarecer um pouco mais a respeito do medicamento, conversamos com Dr. Daniel Dias Ribeiro, médico hematologista, patologista clínico e um dos sócios do Laboratório São Paulo. Veja abaixo o bate papo e fique mais por dentro quanto a necessidade de vacinação.

 

 

Foto: divulgação

1 – Por que vacinar contra a gripe?
Vacinando contra a gripe, vamos diminuir muito a incidência de sintomas que são comuns a influenza e a Covid-19 na população. Assim, reduzimos o montante de pessoas que poderiam estar nos prontos atendimentos, além de ajudar o diagnóstico diferencial.

 

Hoje um dos grandes problemas que temos é um sistema de saúde que não comporta o tamanho da demanda causada pela Covid-19. Diminuir este fluxo de pessoas nos prontos atendimentos é fundamental. Além disso, é impossível separar clinicamente (manifestações clínicas) a Covid-19 de uma gripe causada por influenza. Com a vacinação, essa diferenciação pelos profissionais de saúde será um pouco mais fácil.

2 – Por que tenho de tomar a vacina da gripe todos os anos?
Como a influenza é um vírus extremamente sujeito a mutações, todos os anos precisamos nos imunizar com vacinas capazes de estimular a produção de anticorpos contra as novas variantes.

3 – Qual a diferença da vacina trivalente para a quadrivalente?
A vacina trivalente protege contra três tipos de vírus que causam gripe. Já a quadrivalente protege contra quatro tipos, três que estão contidos na vacina trivalente e mais um. A vacina trivalente, com duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B (AH1N1 + AH3N2 + B), e vacina quadrivalente com duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B (AH1N1 + AH3N2 + B + B).

4 – Quem não pode tomar a vacina da gripe?
A vacina está indicada para todas as pessoas a partir de 6 meses de vida, principalmente aquelas de maior risco para infecções respiratórias, que podem ter complicações e a forma grave da doença. É contraindicada  para pessoas com alergia grave (anafilaxia, a algum componente da vacina ou a dose anterior.

  • Em caso de febre, deve-se adiar a vacinação até que ocorra a melhora.
  • Pessoas com história de alergia grave ao ovo de galinha, com sinais de anafilaxia, devem receber vacina em ambiente com condições de atendimento de reações anafiláticas e permanecer em observação por pelo menos 30 minutos.
  • No caso de história de síndrome de Guillain-Barré (SGB) até seis semanas após a dose anterior da vacina, recomenda-se avaliação médica criteriosa sobre o risco-benefício antes de administrar nova dose.

5 – A vacina da gripe causa alguma reação?
Os possíveis eventos adversos são os seguintes: Manifestações locais como dor, vermelhidão e endurecimento ocorrem em 15% a 20% dos vacinados. Essas reações costumam ser leves e desaparecem em até 48 horas; Manifestações sistêmicas também são benignas e breves. Febre, mal-estar e dor muscular acometem 1% a 2% dos vacinados. Têm início de seis a 12 horas após a vacinação e persistem por um a dois dias, sendo mais comuns na primeira vez em que tomam a vacina. Reações anafiláticas são raríssimas.

6 – Posso tomar as vacinas da gripe e contra a Covid-19?
Podemos e devemos tomar as duas vacinas, entretanto é necessário um intervalo de 15 dias entre elas.

A vacinação de Covid-19 em Minas Gerais começou em 18 de fevereiro (foto: Divulgação/ Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh)

7 – Qual vacina é oferecida pelo Laboratório São Paulo?  Qualquer pessoa pode se vacinar? Qual é o custo?
No Laboratório São Paulo, oferecemos a vacina quadrivalente. Como citado anteriormente, a vacina é indicada para todas as pessoas acima de 6 meses de idade, lembrando obviamente das raras situações em que ela está contra indicada. O custo da vacina hoje está em R$ 130,00.

8 – Por que a vacina da gripe é aplicada geralmente antes que ocorra o período em que tem um aumento de pessoas gripadas e das doenças respiratórias?
A ideia é exatamente está:  vacinar as pessoas antes do período de maior incidência das doenças respiratórias, assim teremos tempo de desenvolver anticorpos e diminuir o número de casos e gravidade destes.

9 – Devido ao vírus da covid-19 e as novas cepas, a vacina da gripe que será produzida no próximo ano será mais forte para fortalecer a imunização?
Não existe relação da presença da Covid-19 e suas novas cepas com a produção da vacina da gripe. A vacina da gripe é produzida conforme as variantes prevalentes no ano anterior.