Foto: reprodução/G1/Vanderlei Oliveira/TV Globo

 

O novo decreto do prefeito Alexandre Kalil (PSD) colocou severas (e necessárias) medidas de restrição para conter o avanço do novo coronavírus em Belo Horizonte. Uma dessas medidas foi o isolamento de praças da cidade para impedir o acesso de pessoas que usam os espaços para lazer, pratica de esportes e outras atividades.

Importantes pontos do turísticos da capital tiveram o acesso bloqueado. Na Região Centro-Sul, além da Praça do Papa (foto), no bairro Mangabeiras, também foi fechada a Praça Lagoa Seca, no bairro Belvedere e a Praça da Liberdade, no Lourdes. Na Região da Pampulha será cercado o Mirante das Garças e o Parque Ecológico. A orla da lagoa também deve ser fechada durante a semana.

A medida foi a única forma que a prefeitura encontrou conter o avanço da pandemia em Belo Horizonte. Segundo o último boletim,  82,9% de leitos de UTI estão ocupados. Anunciadas na sexta-feira (12/3), as medidas serão válidas por tempo indeterminado, até que os índices abaixarem.