Foto: reprodução

 

Durante coletiva de imprensa, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou um pouco mais de flexibilização para o comercio de Belo Horizonte para a partir do próximo sábado (8/5), mas pede população use máscara e não procure por aglomerações. “Tomem cuidado”, clama.

A principal mudança é a retomada do comércio aos domingos e o retorno dos clubes de lazer e de feiras. Além disto, haverá uma ampliação do horário de funcionamento dos bares que poderão vender bebidas alcoólicas  entre 11h e 19h. Bares e restaurantes não poderão reabrir aos domingos, diferente de padarias, mercados e lanchonetes.

Kalil ainda empurrou a responsabilidade da reabertura para os comerciantes e salientou que fiscalização não é tirania. “A todos comerciantes, a todas associações, vocês vão ditar se a cidade vai continuar abrindo ou se vai fechar. Nós estamos com a fiscalização atenta e vamos continuar… Fiscalização não é tirania. Fiscalização é responsabilidade. Não me venha com papo de tirania, não venha com papo de quem não cuida”, disse.

Nesta reunião, o secretário municipal de saúde, Jackson Machado alertou que a média de internação por Covid-19 em Belo Horizonte é da população de 42 anos, a mesma idade na qual faleceu o ator Paulo Gustavo. Após a fala do prefeito, a coletiva continuou com o secretariado esclarecendo o passo a passo da flexibilização em Belo Horizonte e sobre a vacinação.

 

 

 

É um momento muito diferente. O medo toma cotna ainda mais da população porque a cepa não é brancadeira. Vejo dezenas de jovens que sabem que podem se internar. São quase a metade das internações.

Peço alguns na câmara que tenham muito cuidado e respnsabvilidade para que não tirem os medicamentos dos postos de saúde